Notícias

Agitadores – Qual é o modelo ideal para a seu laboratório?

Os agitadores são equipamentos usados para agitar, misturar e homogeneizar líquidos. A mistura de soluções é uma das tarefas mais comuns em laboratórios, por isso os agitadores são aplicados em muitos tipos de indústrias como a de alimentos e bebidas, cosmética, farmacêutica, química, análises clínicas, biologia molecular, biotecnologia, tratamento de águas residuais e muitas outras.

A finalidade dos agitadores é sempre a mesma, aparentemente é uma tarefa muito simples, porém há várias formas de execução. Assim, existem diferentes modelos para atender a todas as rotinas, definidos pelo material, tamanho e tipo de agitação que proporciona, como por exemplo, orbital, recíproca e 3D.

Agitadores e necessidades do laboratório

Para definir qual é o melhor agitador para o seu laboratório deve-se levar em conta qual atende a sua necessidade avaliando a aplicação ao seu processo, capacidade do recipiente, a velocidade de mistura, a variabilidade da velocidade, viscosidade do líquido, tempo de execução, temperatura, entre outros.

A diversidade de agitadores é enorme, portanto, assim como outros equipamentos do seu laboratório, você deve avaliar não apenas o procedimento a ser realizado, mas também a natureza da amostra (como tamanho, tipo, volume) precisa ser considerada. Usar um agitador de alta velocidade para preparar uma amostra de sangue pode alterar as características necessárias para a realização do exame e ocasionar resultados errados.

Principais tipos de agitadores

Além de tipos de agitação diferentes, os agitadores podem variar de tamanho e apresentar várias plataformas para receber tipos distintos de recipientes, como microtubos, tubos, placas e frascos.

Alguns equipamentos combinam agitação e aquecimento, constituídos por uma placa térmica para troca de calor para misturas que precisam ser diluídas em temperaturas mais altas. Existe ainda o agitador magnético que homogeneíza soluções através de uma pequena barra magnética movida por um campo magnético rotativo.

A velocidade desses equipamentos permite desde uma agitação suave até mais vigorosa e as funções ainda apresentam várias alternativas, uso contínuo ou temporizado, opções de exibição, aviso sonoro etc.

Agitador Orbital

É o tipo mais comum e cria um movimento de agitação circular horizontal, com movimento suave e contínuo para uma mistura uniforme. Geralmente utilizado para cultura de células e em testes de sífilis.

 

Agitador Gangorra

São capazes de realizar um balanço ou chamado também de movimento gangorra.

Agitador Recíproco

Equipamento com agitação linear e movimento alternadamente para trás e para frente.

Agitador Recíproco, Velocidade 5-100 RPM Bivolt

Agitador Recíproco, Velocidade 5-100 RPM Bivolt

Agitador Roller

Formado por vários rolos que proporcionam movimentos de rotação, geralmente utilizados para tubos. Estes são colocados sobre os rolos e o líquido desliza sobre a parede do recipiente, realizando a homogeneização.

Agitador Rotor

Também chamado de “roda gigante”, giram sobre um eixo e funcionam de forma semelhante às centrífugas, apesar de não atingir a mesma velocidade. Ideal para homogeneizar tubos de coleta e de centrifugação.

Agitador 3D

O modelo tridimensional realiza vários tipos de movimentos em um único equipamento.

Agitador tipo Vortex

Também muito utilizado, geralmente para agitação de pequenos frascos e microtubos. O frasco é agitado juntamente com a plataforma e pode ser um movimento contínuo ou apenas quando pressionado sobre a borracha, produzindo vórtices no líquido.

Agitador Magnético

É constituído por uma placa de metal, o recipiente que contém o líquido é colocado sobre a placa com uma pequena barra magnética dentro, revestida com um plástico inerte para não interagir com a solução. Um motor sob a placa produz forças magnéticas colocando em rotação o ímã e causando o movimento circular no líquido. O agitador magnético também possui versões com aquecimento, realizando as duas tarefas simultaneamente.