Notícias

A História e os marcos da Microbiologia

  • Microbiologia

Em todos os lugares em que você olhar, mesmo que não possa vê-los, existe um mundo oculto de microrganismos. Eles são encontrados em toda parte, seja no seu corpo, nos oceanos, nas rochas, no seu celular, na sua alimentação e muitos outros lugares imagináveis.

A microbiologia é o estudo desse mundo dos microrganismos e de suas atividades. Estuda a forma, a estrutura, a reprodução, a fisiologia, o metabolismo e a identificação dos seres microscópicos. Tem interesse em sua distribuição natural, suas relações recíprocas e com outros seres vivos, seus efeitos benéficos e prejudiciais sobre os homens e as alterações físicas e químicas que provocam em seu meio ambiente.

A produção do queijo, do iogurte, do pão, da cerveja, do vinho não seriam possíveis sem a presença de microrganismos. O processo de fermentação, por exemplo, é o que dá essa característica de sabor, textura e cheiro dos alimentos, como no caso da levedura usada na produção de álcool em algumas bebidas. Apesar de sua má reputação, os microrganismos são principalmente benéficos ou tem um efeito neutro sobre nossas vidas, mesmo que algumas das vezes possam afetar nossa saúde.

 

Teorias sobre Microbiologia

Abiogênese

Alguns cientistas acreditavam que os microrganismos se formavam espontaneamente a partir da matéria orgânica em decomposição ou putrefação, essa forma de multiplicação chamou-se abiogênese ou geração espontânea.

Biogênese

Outros acreditavam que as “sementes” destas criaturas microscópicas estavam sempre presentes no ar, de onde ganham acesso aos materiais e ali crescem desde que as condições sejam adequadas ao seu desenvolvimento. Organismos vivos provêm apenas de outros organismos vivos, a essa forma de multiplicação dos microrganismos chamou-se biogênese.

 

Primeiras observações sobre Microrganismos

Egípcios: Protegiam tumbas com esporos de Aspergillus.

Bíblia: Descrição da lepra (1000 a.C.), proibição do consumo de certas carnes (Deuteronômio – 600 a.C.).

Grécia (~400aC): Tucídides verificou que os pacientes que sobreviviam à praga ficavam protegidos e podiam cuidar dos doentes.

China (50 a.C.): uso de sandálias mofadas para o controle de infecções bacterianas nos pés.

Roma (100 d.C.): Marcus Varro alertava que diminutas criaturas de certos ambientes entravam no corpo e causavam doenças.

 

Linha do tempo e marcos da Microbiologia

1665Robert Hook: primeira observação das células

1673Van Leeuwenhoek: primeiras observações de microrganismos vivos

1796Edward Jenner: Primeira vacina

1861Pasteur: Geração espontânea refutada

1864Pasteur: Pasteurização

1876Robert Koch: Teoria do germe da doença

1881Robert Koch: Crescimento de bactérias em meios sólidos (meio de cultura)

1884Christian Gram: Desenvolvido método Gram de coloração bacteriana

1887Petri: Inventada a placa de Petri

1928Alexander Fleming: Descoberta da Penicilina

1944Avery, MacLeod & McCartey: DNA é o material genético

1953Watson e Crick: Descobriram a estrutura do DNA

1962Edelman e Porter: Anticorpos

1981Margulis: Origem das células eucarióticas

1983Kary Mullis: Inventada Reação em Cadeia da Polimerase (PCR)

 

Personagens Brasileiros na Microbiologia

Oswaldo Cruz (1872-1917)

Nasceu em São Luiz do Paraitinga – SP.
Com 14 anos matriculou-se na Faculdade de Medicina.
Em paris (Instituto Pasteur) se especializou em microbiologia e soroterapia.
1993 nomeado Diretor Geral de saúde Pública com a missão de combater as 3 principais epidemias que assolavam o Rio de Janeiro: febre amarela, peste bubônica e varíola.
1907 anunciou a erradicação da febre amarela.
1909 passou a se dedicar ao Instituto de Manguinhos (Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz)

Adolph Lutz (1855-1940)

Nasceu no Rio de Janeiro
Formou-se em Medicina em 1979
1885 foi trabalhar como cientista em Hamburgo investigando o bacilo da lepra
1983 dirigiu o Instituto Bacteriológico de São Paulo ( Instituto Adokpho Lutz)

Vital Brazil (1865-1950)

Mineiro, em 1981 se formou na faculdade de medicina do Rio de Janeiro
1899 organizou um laboratório na fazenda Butantan
1901 o laboratório da fazenda se tornou Instituto Butantan
1919 transferiu-se com sua equipe para Niterói e fundou o Instituto Vital Brazil.

 


Leia mais

Meios de Cultura – Como diferenciar meio enriquecido, seletivo e diferencial.

Como os microrganismos se desenvolvem em uma placa de Petri?

Qual a diferença entre PCR e qPCR?