Notícias

Qual é a micropipeta ideal para o seu laboratório?

  • Micropipeta

A pipetagem é um procedimento rotineiro, uma das atividades mais comuns praticadas em laboratórios, como os de biologia molecular, microbiologia, análises, bioquímica, pesquisa, entre outros. A escolha da micropipeta certa pode influenciar muitos resultados e as especificações de cada equipamento irão atender a necessidade de cada segmento, além de garantir a precisão na manipulação de líquidos.

 

O que são micropipetas e para que servem?

São instrumentos de alta precisão utilizados para manipulação e fracionamento de líquidos em quantidades muito pequenas. Existem vários modelos de micropipetas, podendo ser divididas em micropipetas mecânicas monocanal, multicanal e micropipetas eletrônicas.

  • Monocanal – apenas uma saída para dispensação de líquidos.
  • Multicanal – diversas saídas para dispensação de líquidos, geralmente com 8 ou 12 canais, para manuseio em microplaca.
  • Eletrônica – dispensação automatizada que permite realizar diversas programações.

 

Como funcionam?

São projetadas para serem operadas pelo princípio de deslocamento de ar. Ou seja, o pistão localizado dentro do equipamento se move para baixo, deslocando o ar em contato com ele para fora da pipeta (o volume de ar expulso é igual ao volume ajustado na pipeta), muito similar ao funcionamento de uma seringa.

 

Entendendo os volumes

A unidade de medida utilizada pelas micropipetas é o microlitro (µL). As micropipetas podem medir desde 0,2µL até 10.000µL. Veja o comparativo abaixo e entenda os volumes correspondentes.

1L = 1.000mL = 1.000.000µL
1mL = 1.000µL

2µL = 0,002mL
20µL = 0,02mL
200µL = 0,2mL
2.000µL = 2mL

 

Modelos de micropipetas

 

Micropipeta Monocanal de volume fixo

Podem medir um único volume, essa pipeta é adquirida de acordo com o volume mais utilizado pelo laboratório.

Características da Micropipeta Kasvi:

  • Leveza e design anatômico;
  • Corpo em ABS, base em PVDF e pistão em aço inox;
  • Formato leve possibilita manipulação confortável;
  • Cone autoclavável (121°C, 15psi, 20min).

 

 

Monocanal de volume variável

São capazes de medir uma faixa de volume com uma única pipeta, por exemplo de 100 a 1.000µL, para rotinas tem essa necessidade.

Características da Micropipeta Kasvi:

  • Design que garante a estabilidade das ponteiras;
  • Velocidade tripla turbo para troca de volume;
  • Trava de volume: sistema de trava eficaz, evita dispensação acidental de volumes;
  • Display de fácil visualização dos volumes;
  • Código de cores: sistema de cores padronizado facilita a identificação das micropipetas.
  • Totalmente autoclavável

 

Micropipeta Multicanal

Para quem tem uma rotina mais alta e normalmente trabalha com microplacas a opção ideal são as micropipetas multicanal de 8 ou 12 canais, pois diminuem o tempo de pipetagem e reduzem ainda o excesso de manipulação pelo usuário, uma vez que consegue realizar a execução em série.

Características da Micropipeta Kasvi:

  • Pistão em aço inoxidável, estrutura interna e base em alumínio anodizado;
  • Pontas com anel de vedação;
  • Fácil visualização do volume no próprio controlador;
  • Sistema de molas reduz em até 70% o esforço do polegar;
  • Disponíveis em modelos de 8 e 12 canais.

 

Micropipeta Eletrônica

A micropipeta eletrônica proporciona comodidade para o usuário uma vez que não realiza tantos movimentos de repetição, aumentando ainda a produtividade e a precisão. Permite a seleção de diversas programações, suprindo as necessidades de qualquer metodologia.

Características da Micropipeta Kasvi:

  • Disponível nos modelos monocanal e multi com 8 canais;
  • Display LCD para visualização dos diversos modos de operação: auto pipetagem, dispensação múltipla, homogeneização, aspiração e dispensação sequencial;
  • Ajuste de velocidade;
  • Indicações e alertas sonoros;
  • Bateria de Íon-Lítio recarregável.