fbpx

Notícias

Parasitoses: o que são e como diagnosticar

As parasitoses são a doença mais comum do mundo, atingindo cerca de 25% da população mundial (1 em cada 4 pessoas) e a maioria delas estão diretamente relacionadas a populações vulneráveis pela precariedade sanitária e a pobreza.

Um parasita é um organismo que vive em associação com um hospedeiro.  Sem esse hospedeiro, o parasita não pode viver, crescer e se multiplicar. Os parasitas possuem uma diversificação muito grande, 70% são invisíveis ao olho humano, como o parasita da malária, enquanto outros, como os vermes, podem atingir mais de 30 metros de comprimento.

Existem três classes principais de parasitas que podem causar doenças em humanos:

Protozoários

Protozoários

O reino Protista é constituído por aproximadamente 60.000 espécies conhecidas, das quais, 10.000 são parasitas de diferentes animais, sendo que apenas algumas dezenas infectam o homem. 

Doenças Causadas:

Giardíase

É uma infecção no intestino delgado, causado pela Giardia lamblia. Ocorre no mundo todo, mais frequentemente em crianças. A giardíase é uma das causas mais comuns de diarreia entre crianças, e como consequência da infecção, apresentam problemas de má nutrição e retardo no desenvolvimento.

Tricomoníase

É uma doença venérea transmitida através do ato sexual. É causada pelo Trichonomas vaginalis considerado um dos principais patógenos do trato urogenital humano e está associada a sérias complicações a saúde como a infertilidade tanto masculina como feminina.

Toxoplasmose

É uma infecção causada pelo Toxoplasma gondii e geralmente não provoca sintomas.  A infecção grave se desenvolve apenas em pessoas com sistema imunológico enfraquecido. Se a infecção for contraída durante a gravidez, o resultado pode ser desde aborto espontâneo, natimorto ou até mesmo defeitos congênitos.

Doença de Chagas

Também conhecida como Tripanossomíase americana é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. Apresenta uma fase aguda (doença de Chagas aguda – DCA) que pode ser sintomática ou não, e uma fase crônica, que pode se manifestar nas formas indeterminada, cardíaca, digestiva ou cardiodigestiva.

Malária

É uma doença infecciosa febril aguda associada ou não a calafrios, tremores, suores intensos, dor de cabeça e dores no corpo que pode ter evolução rápida e ser grave. Pode ser provocada por quatro protozoários do gênero Plasmodium: Plasmodium vivax, P. falciparum, P. malariae e P. ovale.

Helmintos

Helmintos

Os helmintos são classificados em três grandes grupos, denominados filos: Nemathelminthes, constituído por vermes que apresentam o corpo cilíndrico; Platyhelminthes, vermes com o corpo achatado dorso-ventralmente e os Anelídeos, que não são considerados parasitas – os únicos com importância médica são os sanguessugas.

Doenças Causadas:

Teníase e Cisticercose

Teníase e cisticercose são doenças completamente diferentes, mas causadas pelo mesmo tipo de parasita, a Taenia sp. A Taenia solium é a tênia que normalmente está presente na carne de porco, enquanto a Taenia saginata pode ser encontrada na carne bovina. Esses dois tipos causam teníase, mas somente os ovos da T. solium causam cisticercose. A forma mais grave é quando os cisticercos estão localizados no sistema nervoso central.

Esquistossomose

É causada pelo Schistosoma mansoni. A pessoa adquire a infecção quando entra em contato com água doce onde existam caramujos infectados pelos vermes causadores da esquistossomose. Uma vez dentro do organismo de uma pessoa, vivem nas veias do mesentério e do fígado. A maioria dos ovos do parasita se prende nos tecidos do corpo humano e a reação do organismo a eles pode causar grandes danos à saúde

Filariose Linfática

Também conhecida como Elefantíase é uma doença considerada uma das maiores causas mundiais de incapacidades permanentes ou de longo prazo. É causada pelo verme Wuchereria Bancrofti e transmitida pela picada do mosquito Culex quiquefasciatus (pernilongo ou muriçoca) infectado com larvas do parasita.

Ectoparasitas

Ectoparasitas

Os ectoparasitas são seres de espécies diferentes que vivem sobre o hospedeiro, na pele e pelos, e que necessitam dos mesmos para obterem alguns elementos básicos de sobrevivência. Este termo é geralmente usado de forma mais restrita para se referir a carrapatos, pulgas, piolhos e ácaros.

Doenças Causadas:

Escabiose

Também conhecida como sarna é uma parasitose humana causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei variedade hominis. O contágio se dá somente entre humanos, por contato direto com pessoa ou roupas e outros objetos contaminados. Esse parasita se alimenta da queratina, ou seja, proteína que constitui a camada superficial da pele.

Pediculose (piolho)

Seres sugadores de sangue que vivem e se reproduzem na superfície da pele e dos pelos. Pode ser confirmada pela presença de lêndeas (ovos dos piolhos) ou piolhos no couro cabeludo. Há também mais 2 tipos: a pediculose do corpo e a pediculose do púbis (“chato”).

Febre Maculosa

Doença infecciosa, febril aguda e de gravidade variável. Ela pode variar desde as formas clínicas leves e atípicas até formas graves, com elevada taxa de letalidade. A febre maculosa é causada por uma bactéria do gênero Rickettsia, transmitida pela picada do carrapato.

Como são diagnosticadas?

Muitos tipos de testes de laboratório estão disponíveis para diagnosticar doenças parasitárias. O tipo de teste será baseado nos sinais e sintomas, quaisquer outras condições médicas que possa ter.  Os principais são:

Exame parasitológico de fezes (EPF)

Teste usado para encontrar parasitas que causam diarreia, fezes soltas ou aquosas, cólicas, flatulência (gases) e outras doenças abdominais. Muitas vezes, o número de formas parasitárias eliminadas com as fezes é pequeno, havendo necessidade de recorrer a processos de enriquecimento para concentrá-las. Os principais métodos de enriquecimento são: sedimentação espontânea, sedimentação por centrifugação, flutuação espontânea, centrífugo-flutuação e concentração de larvas de helmintos por migração ativa, em razão do hidrotropismo e termotropismo positivos.

Exames de sangue

Sorologia:

Este teste é usado para procurar anticorpos ou para antígenos parasitas produzidos quando o corpo está infectado com um parasita e o sistema imunológico está tentando combater o invasor.

Esfregaço de sangue:

Este teste é usado para procurar parasitas que são encontrados no sangue. Examinando um esfregaço de sangue sob um microscópio, podem ser diagnosticadas doenças parasitárias, como filariose linfática ou malária.

Diagnóstico Molecular

A evolução na área da biologia molecular vem modificando e aperfeiçoando o diagnóstico de várias doenças. Através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) é possível a amplificação in vitro do DNA do patógeno a ser diagnosticado. Pela alta sensibilidade permite detectar pequenas quantidades de DNA em diversos tipos de amostras biológicas, como o sangue e urina. Toxoplasmose e tricomoníase são exemplos de infecções que possuem diagnóstico molecular.

Produtos Kasvi


Referências: